DR Healthcare

  COMO AGE?  
  QUANDO USAR?  
  COMO USAR?  
  TAMANHOS  
  EFICÁCIA  
  NOTÍCIAS  
EFICÁCIA DO MIGRACALM®

Não existe até hoje nenhum dispositivo médico similar não farmacológico que alivie a dor causada pela enxaqueca como este dispositivo.

A eficácia do MIGRACALM® é avalizada por:

1.- A avaliação realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade Autónoma de Barcelona e pelo Hospital Universitário Valle Hebron de Barcelona, sobre a sua fundamentação clínica neurológica e a sua utilidade terapêutica paliativa da dor causada pela enxaqueca, de cuja conclusão ressaltamos alguns fragmentos:

"... em termos de previsão e/ou predição clínica cientificamente fundada em evidências diagnósticas e de avaliação de terapêutica nas cefaleias vasomotoras, é razoável inferir com critérios clínico-neurológicos e médico-legais sanitário-assistenciais a utilidade e o benefício terapêutico do diadema MIGRACALM®, como método paliativo das enxaquecas já que pode aliviar, deter e/ou evitar a progressão da dor hemicraniana pulsátil focalizada anatomicamente em zonas vascularmente dependentes das artérias temporais..."

"... a previsível acção terapêutica nas fases prodrómicas da sintomatologia das enxaquecas verificadas casuisticamente permitem qualificar e considerar clinicamente o MIGRACALM® como um dispositivo médico com efeito activo terapêutico de carácter paliativo para a dor causada pela enxaqueca, com efeito clínico eficiente no uso isolado ou combinado com outros procedimentos terapêuticos..."

2.- O ensaio clínico realizado por neurologistas de prestígio, que manifestam a importância da compressão das artérias temporais superficiais para o alívio da dor produzida pela enxaqueca.

3.- As muitas publicações de diversos especialistas relacionadas com o fundamento do produto, fazendo-nos eco de algumas delas, pela proximidade temporária da sua publicação ou pela proximidade dos cientistas que a avalizam.

4.- O estudo de mercado realizado ao longo do ano de 2007 entre pessoas susceptíveis à enxaqueca, para testar a eficácia do produto, o seu conceito, a sua imagem e, especialmente, a aceitação e uso pelos pacientes de enxaqueca.


ESTUDO CLÍNICO

Foi demonstrada a eficácia de aplicar pressão sobre as artérias temporais superficiais para aliviar a dor de uma crise de enxaqueca. O estudo "Eficácia da compressão prolongada das artérias do couro cabeludo nas crises de enxaqueca" assim o revela. Foi publicado no Journal of Neurology, no seu volume 253, número 6, de Junho de 2006.

O estudo pretendia demonstrar que uma "... breve compressão da artéria temporal superficial pode aliviar uma crise de enxaqueca e de uma cefaleia em salvas..."

   "... A intensidade da dor, que se havia produzido durante um período de alguns minutos a poucas horas, era moderada em 58% dos pacientes participantes do ensaio e severa em 36%. Em alguns casos, tinham sido usados fármacos analgésicos ou triptanos quando aparecia a dor, embora não lhes houvessem proporcionado nenhum alívio ou este tivesse sido insuficiente...".

Como o ensaio revela, "a artéria foi comprimida usando uma pressão digital firme contra o arco zigomático diante do trago e 1-2 cm para baixo. A localização das artérias foi feita mediante a palpação do seu pulso com o dedo..."

   "... Quando a dor era prevalente na parte anterior da cabeça, a compressão iniciou-se na artéria ou artérias temporais superficiais..."

   "... A compressão da primeira artéria detinha-se imediatamente se se conseguia um alívio inicial da dor; no caso contrário, mantinha-se durante mais de 3 minutos..."

» Um relevante resultado::

"Em conjunto, 68% dos pacientes obteve um alívio relevante ou completo e duradouro da dor, e atingiu-se uma percentagem de 90% nos ataques com dor moderada, (2). Com frequência, as artérias, especialmente as temporais superficiais, eram sensíveis quando se comprimiam..."


Quanto aos possíveis efeitos secundários, o ensaio revelou que "Não foram notados efeitos desfavoráveis."

O ensaio incluiu também um teste fingido a modo de "efeito placebo", que revela que a pressão só é efectiva se se produz sobre a artéria temporal superficial.

   "Nos últimos 32 pacientes levou-se a cabo, como controlo, uma compressão fingida 1 cm anterior à artéria temporal. Depois da compressão fingida teve lugar o procedimento de compressão real da artéria... a compressão fingida da artéria nunca originou uma diminuição da dor."


Conclusão do estudo:

"A compressão prolongada (mais de três minutos) das artérias temporais superficiais é frequentemente eficaz na redução ou eliminação da dor provocada pela enxaqueca.".

"A possibilidade de conseguir um alívio substancial ou cessação da dor com este procedimento parece relevante na terapia das crises de enxaqueca."

.
Facebook Migracalm
Blog
Compartilhe o nosso site
Bookmark and Share

MIGRACALM® alivia a dor causada pela enxaqueca pressionando as artérias temporais superficiais
| Mapa do sítio | Aviso legal |  Créditos |  Webmaster |
© DR Healthcare España, S.L.
Todos os direitos reservados.